Programa de Gênero e Religião promove Café com Katharina na Faculdades EST

07/11/2018

Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
Café com Katharina na Faculdades EST - 7 de novembro de 2018
1 | 1
Ampliar


O cenário foi prévia e carinhosamente preparado para acolher as pessoas que fazem parte do corpo técnico-administrativo da Faculdades EST. Cada pessoa que chegava foi acolhida por mulheres, protagonistas do Movimento da Reforma: Katharina von Bora, Wibrandis Rosenblatt, Argula von Grumbach, Anna Maria van Schürman, Brigitta Wallner, representadas respectivamente por Ketlin Lais Schuchardt, Taiana Luisa Wisch, Simoni Emerick Runge, Vanessa Regina Hoelscher e Mirian Bartz.

Na parede do auditório H estava projetada a Rosa Luterana. No centro desse símbolo está a cruz de Cristo que nos lembra de que toda autoridade, mesmo que tenha recebido a benção para o exercício de sua vocação, deve defender a vida. Desde a época da Reforma do século XVI, denuncia-se, por exemplo, a violência sofrida pelas mulheres, conforme podemos ver na tese 75 escrita por Lutero. A salvação trazida por Jesus na cruz vivifica o coração humano para que tenha força para denunciar as injustiças e promover a vida, a justiça e a paz, valores representados no símbolo pela rosa branca. O azul que envolve a rosa branca nos lembra de que, pela fé, terra e céus estão unidos e esse vínculo é eterno, conforme simbolizado pelo anel dourado. Essa introdução foi realizada pela Pa. Dra, Marli Brun, assessora de projetos no Programa de Gênero e Religião.

No local da formação havia um marco de uma porta, um caminho e flores. Katharina von Bora, representada pela teóloga Ketlin Lais Schuchardt, iniciou a apresentação contando um pouco de sua trajetória de vida. Destacou que sua atuação como reformadora rendeu-lhe os títulos, dados por Lutero, de “Doutora de Wittemberg”, “a mais sábia mulher”, “pregadora de Wittemberg”, “Estrela da Manhã”, entre outros.

A partir de sua história, Katharina provocou os e as participantes a refletir sobre as “portas” que vão sendo colocadas, encontradas e criadas no decorrer do caminho que chamamos de vida. Que portas homens e mulheres conseguiram ou não conseguiram abrir durante a história? Quais portas foram abertas e quais foram fechadas? Porque foram abertas e por quem? Quais portas nós gostaríamos de abrir, mas o medo nos impede? Quais portas nós gostaríamos de não ter aberto?

Simbolicamente, ao contarem suas histórias, Katharina e as demais mulheres reformadoras destacaram um momento que significou a abertura de portas em suas vida/histórias. O convite foi estendido às pessoas participantes e algumas se sentiram motivadas a fazer o exercício de atravessar a porta e compartilhar experiências que marcaram suas trajetórias. Foi um momento de troca, partilha, respeito, reflexão e crescimento mútuo. Algumas pessoas que estudaram na Faculdades EST destacaram o quanto foi importante ter deixado a casa da família, emprego e ter abraçado um mundo desconhecido em busca de formação. Houve também quem destacou a importância do apoio institucional da EST para a retomada dos estudos.

Concluído os depoimentos, o grupo assistiu um vídeo que conta a história da construção do Monumento às Mulheres do Movimento da Reforma, que tem ao centro a escultura de Katharina von Bora. Em seguida, todas as pessoas foram motivadas a passar pelo marco da porta, receber uma pequena lembrança preparada pelo Programa de Gênero e Religião da Faculdades EST e participar de um momento de meditação e celebração de aniversários, conduzido pelo pastor Antonio Carlos Oliveira. A mensagem para aniversariantes estimulou o cultivo de uma espiritualidade em que as pessoas são convidadas, livremente, a viver o amor de Deus em suas relações pessoais, profissionais e sociais.
A atividade de formação “Café com Katharina”, realizada no dia 07 de novembro de 2018, encerrou com um delicioso momento de partilha de alimentos, sabores e saberes. Gratidão a todas as pessoas que participaram e a todas que colaboraram na organização.

A Faculdades EST, centro de formação vinculado à Rede Sinodal de Educação e identificada com a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil – IECLB, tem por missão promover Ensino, Pesquisa e Extensão, buscando a excelência acadêmica e contribuindo para a capacitação de profissionais éticos, que atuem de modo a promover, através de seu desempenho profissional, a dignidade humana e a solidariedade. Através da ética e da qualidade do ensino, a EST promove a transversalidade das ciências e a dignidade humana com uma visão social ampla e construtiva.
 

baixar
ARQUIVOS PARA DOWNLOAD
rosa de lutero..pptx
COMUNICAÇÃO
+
ECUMENE
+
Quando Deus não está no barco, não se navega bem.
Martim Lutero
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br