FLD lança publicação Fé, Justiça de Gênero e Incidência Pública - Reforma e Diaconia Transformadora

08/02/2018

Com o objetivo de propor uma reflexão teológica, feminista, diaconal e política sobre temas e contextos de permanente debate e incidência pública, em diálogo com os 500 anos da Reforma Protestante, foi lançada a publicação Fé, Justiça de Gênero e Incidência Pública – 500 anos da Reforma e Diaconia Transformadora, organizada pela Fundação Luterana de Diaconia (FLD).

“Não haverá outros 500 anos se não relacionarmos os conflitos vividos no passado e os que marcam a atualidade”, afirma o texto de apresentação do livro, assinado pela presidenta da Diretoria da FLD, diácona Valmi Becker, e pela secretária executiva da FLD, pastora Cibele Kuss. “E a religião desempenha um papel estratégico e também, infelizmente, instrumentalizado em momentos de crise política, no nosso país e no contexto global em que estamos atuando e vivendo”.

Não é coincidência que recente estudo divulgado por Pão para o Mundo, parceiro da FLD, mostra que o clima político no Brasil é cada vez mais determinado pelo conservadorismo religioso, que “desrespeita especialmente os direitos de mulheres e da população LGBT, elevando as tensões e as diferenças sociais. O Brasil aparece ao lado de outros 52 países onde a livre expressão das liberdades individuais é limitada por governantes, por meio de uma combinação de limitações práticas e legais.

Os artigos da publicação lançada pela FLD são: Mulheres reformadoras fazendo Diaconia e Direitos; 500 anos da Reforma e também do racismo no Brasil – uma questão que precisa sair do silêncio; Descolonizando a Reforma; Diaconia em corpos e sexualidades negadas há mais de 500 anos de Reforma; Teologia da cruz e Diaconia Transformadora; Pessoas não estão à venda; Ecumenismo e cooperação inter-religiosa na Diaconia Transformadora; O movimento da Reforma e a resistência popular no Brasil – pela convergência nos “outros 500”; Diaconia institucional em movimento de reforma; Conversas à mesa com comida boa; Perspectivas críticas sobre o movimento da Reforma e o papel atribuído às mulheres – de protagonismos à superação da violência doméstica; Luteranismo e democracia; Lutero e seu legado para compreender a Economia.

O livro pode ser obtido sem custo (com exceção dos valores de envio, que ficam a cargo das pessoas solicitantes). A tiragem é limitada, mas a versão eletrônica está disponível em http://www.fld.com.br/digishop/. Mais informações, pelo telefone 51 3225 9066 e pelo e-mail fld@fld.com.br.


Fé, Justiça de Gênero e Incidência Pública – 500 anos da Reforma e Diaconia Transformadora (leia versão digital aqui)

Organização: Cibele Kuss

146 páginas

Editora: Fundação Luterana de Diaconia

Autoras e autores: André S. Musskopf, Cibele Kuss, Claudete Beise Ulrich, Eduardo Borchardt, Elaine Neuenfeldt, Gottfried Brakemeier, Kjell Nordstokke, Marilu Nörnberg Menezes, Renate Gierus, Rodolfo Gaede Neto, Rogério Oliveira de Aguiar, Romi M. Bencke, Ronilso Pacheco, Ruthild Brakemeier, Valério Guilherme Schaper, Wanda Deifelt.

COMUNICAÇÃO
+
ECUMENE
+
Jamais a fé é mais forte e gloriosa do que ao tempo da maior tribulação e tentação.
Martim Lutero
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br